agência dos jogos          sobre          jogos          contato          en


sobre

A Agência dos Jogos (Gaming Agency) é uma tentativa de reunir experiências que tem em comum o uso de dinâmicas dos jogos com o objetivo de promover o engajamento social, tanto no debate sobre a cidade, quanto na produção coletiva dos espaços do cotidiano.

Os movimentos da contracultura nos anos 60 com suas propostas de apropriação lúdica das ruas são fontes de inspiração para se pensar no papel dos jogos como agentes para o que Hannah Arendt chamaria de uma retomada da esfera pública.

Este projeto parte de uma crítica mais abrangente que utiliza os jogos como uma lente para se repensar a estrutura da participação social. O Dissenso, conforme formulado por Rancière é tomado como contraponto à orientação consensual das políticas participativas atuais. Neste sentido, a produção de um banco de dados crítico, sobre a utilização dos jogos como agentes catalizadores do engajamento coletivo nas questões espaciais, é uma proposta de se deslocar o foco do debate sobre a participação, das políticas institucionais para uma abordagem colaborativa, baseada em ações coletivas.

Espera-se também que a Agencia dos Jogos funcione como uma ferramenta analítica para as experiências empíricas. Reuní-las sob uma mesma plataforma, possibilitaria a análise dos jogos (agora sob a lente da participação) com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de ferramentas críticas para a produção coletiva do espaço.